Por que uma empresa deve fazer um planejamento estratégico de TI?

Você gostaria de aprender mais sobre planejamento estratégico de TI? Se sim, este artigo irá te ajudar bastante a entender as oportunidades que sua empresa tem ao adotar este planejamento.

Como você sabe, planejar é uma etapa importante de qualquer projeto ou negócio.  Nesse contexto, fazer o planejamento estratégico de TI pode ser uma excelente saída para isso acontecer. 

Sendo assim, se você deseja saber um pouco mais sobre o que é planejamento estratégico, quais as vantagens que ele apresenta e como fazer para adotá-lo, continue lendo para conferir tudo e muito mais sobre o assunto.

O que significa fazer o planejamento estratégico de TI de uma empresa?

A tecnologia, nos dias de hoje, é uma ferramenta incrível e que pode proporcionar diversas facilidades na história de uma empresa. 

Nesse contexto, o planejamento estratégico de TI, nada mais é do que uma forma de planejar como será usada a tecnologia da informação na administração de uma determinada empresa. 

Portanto, os profissionais da área podem criar um objetivo na área de TI e estabelecer metas para serem cumpridas.

Você pode criar um planejamento estratégico tanto para o seu time de TI ou para outra empresa de TI que realiza este serviço.

Existem vantagens em fazer o planejamento estratégico de TI? Quais são elas?

As vantagens de desenvolver um planejamento de estratégias de TI em uma empresa são diversas. Por exemplo:

  • Os custos ficam menores;
  • Há uma maior transparência no que diz respeito a comunicação que acontece entre os departamentos;
  • O tempo dos funcionários fica mais otimizado;
  • A equipe que atua na área de TI fica mais produtiva;
  • A empresa fica mais competitiva no mercado;
  • Além de outras coisas;

Como eu faço para adotar o planejamento estratégico de TI na minha empresa?

Existem diversas formas de adotar um planejamento estratégico de uma empresa. Nesse contexto, para te ajudar nessa missão, separamos alguns passos que você pode usar, por exemplo:

  1. Entenda como a empresa se comporta interna e externamente no que diz respeito ao TI;
  2. Defina os objetivos que existem por trás das estratégias que serão adotadas (em que a empresa ganha caso adote estratégias de planejamento de TI?);
  3. Crie um plano para atingir os objetivos. Nesse caso, podem ser usados objetivos de curto, médio e longo prazo para tornar a execução mais fácil;
  4. Execute o plano traçado anteriormente;
  5. Acompanhe os indicadores que acompanham esse planejamento de TI para garantir que tudo dê certo;
  6. Tenha sempre um plano “B” para caso algo dê errado;
  7. Crie relatórios para que posteriormente você possa acompanhar o avanço da implementação da sua estratégia de TI;

O que eu posso fazer para adequar o meu planejamento estratégico com os objetivos da empresa?

Em primeiro lugar, para adequar o planejamento estratégico com os objetivos da empresa, o(s) responsável(eis) por criar esse plano deve conhecer com propriedade o que acontece dentro da empresa. 

Além disso, é muito importante que haja uma integração entre todos os setores dessa companhia. Assim, o planejamento estratégico ficará de acordo com os objetivos da empresa e todos os setores poderão ajudar na implementação dessa estratégia.

Como definir qual é o planejamento estratégico?

Abaixo, explicaremos de forma mais completa como fazer o planejamento estratégico. Confira!

  1. Defina (e descreva) quais são as estratégias usadas pela corporação: toda implementação tem um objetivo e, no caso de implementar o planejamento estratégico, ele deve guiar todo o processo;
  1. Defina quais são as estratégias que o TI vai utilizar para atingir os objetivos pré-determinados (quais são os valores por trás dele? Quais são os objetivos de forma estratégica? Qual é a missão dada ao setor? Qual é a visão que a equipe de TI possui?);
  1. Defina quais são os objetivos específico, mensurável, atingível, relevante e temporal de toda a implementação;
  2. Conheça como a empresa está tecnologicamente (veja quais são os projetos que estão sendo executados atualmente, qual é a estrutura que existe quanto a softwares e hardwares, entre outras coisas);
  1. Faça uma análise do SWOT (ameaças, oportunidades, fraquezas e forças) da empresa antes de adotar alguma estratégia;
  1. Crie um modelo ideal para seguir (que seria implementado caso as condições fossem perfeitas);
  1. Adapte o modelo ideal para a situação em que a empresa vive;
  1. Encontre estratégias de BCDR (sigla que significa Business Continuity and Disaster Recovery), ou seja, estratégias para continuação do negócio e para recuperar em casos de desastres;
  1. Defina o RTO (sigla que significa Recovery Time Objective), ou seja, o tempo que a operação pode ficar fora do ar sem que isso interfira no dia a dia da empresa;
  1. Defina o RPO (sigla que significa Recovery Point Objective), ou seja, a quantidade de dados perdidos que o sistema superaria antes de entrar em colapso;
  1. Defina a BIA (sigla que significa Business Impact Analysis), ou seja, a análise de impacto de negócio, o que significa elencar quais são os sistemas mais importantes para o funcionamento da empresa. Por exemplo, nível 3 são os que não são críticos (como Intranet); nível 2 os importantes (por exemplo, o NFe); e o nível 1 são os críticos, como CRM;
  1. Faça uma análise financeira sobre a viabilidade dos seus planos. Isso porque, tendo em vista que o dólar está ficando cada vez mais caro e que a maioria dos hardware e softwares, entre outras coisas utilizadas na hora de fazer a aplicação de um planejamento estratégico de TI, são compradas fora do país (e, sendo assim, pagas em dólar), a equipe deve estar pronta para gastar a menor quantidade de dinheiro o possível e adequar os projetos para a realidade financeira da empresa;
  1. Defina o CAPEX (Capital Expenditure), que são as compras que devem ser feitas para implementar as estratégias em questão; e a OPEX, que é a Operational Expenditures, que são despesas de manutenção e outras coisas que não são fixas;
  1. Defina um roteiro para a implementação do planejamento estratégico de TI, pois, assim, você saberá quais são as etapas que devem ser iniciadas antes mesmo que elas cheguem. Dessa maneira, terá mais tempo para planejá-las, além, é claro, de conseguir prever quais são os riscos que essas implementações podem ter;
  1. Adote metodologias existentes e testadas, assim, fica mais fácil de dar certo;
  1. Monitore os dados coletados;
  1. Não ignore problemas vistos nas coletas de dados;
  1. Tente ser o mais pé no chão o possível;

Veja Também: Contratar agência para Google Ads vale à pena?

Comentários estão fechados.