Por que motivo é mais conveniente comprar um carro usado

Ao chegar o momento de comprar um carro, a escolha deve ser acertada, pois trata-se de um investimento importante.

Uma das grandes dúvidas que aparecem nessa hora é decidir se comprar um veículo novo, como um Peugeot 208, ou um carro usado. É verdade que um veículo usado já teve um ou mais donos e sempre existe a preocupação em relação ao estado real do carro.

Na verdade, uma grande porcentagem da população não comprou um carro novo e sim um Peugeot 208 usado ou um veículo de outra marca automotiva na hora de sentar diante do volante pela primeira vez. Ou seja, como primeiro veículo, geralmente foi um usado. 

Para comprar um carro usado o ideal é fazer uma pesquisa e entender que algumas atitudes devem ser tomadas, para conseguir comprar por exemplo um 208 Peugeot. Desse modo, você conseguirá poupar um bom dinheiro e evitar prováveis dores de cabeça.

Escolher um carro, qualquer que seja, tanto um Peugeot 208 allure como uma picape, um sedan ou um hatch, requer considerar os seus hábitos de direção, as suas necessidades e o seu orçamento.

Com a modernidade e o avanço da tecnologia, hoje é possível fazer pesquisas na internet, desde o conforto do lar. Você pode pesquisas, comprar, procurar todo tipo de informação sobre os veículos como o Peugeot 208 griffe, os custos, os equipamentos, os acessórios.

Vantagens de comprar um carro usado

Um carro usado como o Peugeot 208 gt não desvaloriza tanto como um veículo novo. Portanto, se você não quer que o seu dinheiro investido sofra uma grande depreciação, o melhor é comprar um carro usado.

Acontece que um carro novo desvaloriza assim que sai da fábrica para a rua. Segundo estatísticas, desvaloriza um 30% nos primeiros dois anos.

O Peugeot 208 preço bem como o preço da maioria dos carros usados é bem mais barato que o valor de um carro novo.

Novamente segundo as estatísticas, com quatro anos de uso, desde que saiu de fábrica, o preço do veículo ficará reduzido à metade. Portanto, um carro usado desvaloriza menos porque o seu valor já é inferior.

Um carro usado não tem defeitos de fábrica. Se sendo novo teve alguma falha, ao ter rodado já pela cidade e/ ou pela estrada, essa falha com certeza já foi resolvida.

É mais fácil conseguir peças de reposição de um carro usado. Se acontecer qualquer problema que exija alguma troca de uma parte do equipamento do carro, essa peça poderá ser conseguida com facilidade. Em um veículo novo, é provável que não haja disponibilidade de peças para trocar de imediato e o consumidor deverá esperar um bom tempo até consegui-las. 

É possível conseguir o modelo que você quer. Os fabricantes de carros demoram alguns meses para lançar determinados modelos que anunciam com antecedência.

No entanto, comprando um carro usado, você não deve esperar nem um mês: é só escolher o modelo que você prefere e gosta, e pronto!

O seguro de um carro usado é mais barato. Você pode escolher a companhia de seguros que quiser e acertar o melhor plano para o seu carro e para as suas economias.

O que fazer para comprar um carro usado?

Em primeiro lugar, fazer uma boa pesquisa e comparações entre diversos modelos que você achar interessantes para as suas necessidades. É claro que também é fundamental pesquisar preços e custos, da mesma forma que se deve fazer quando se compra um carro novo.

Para poder escolher o modelo ideal, é fundamental analisar o carro para a venda, tipo de uso que dará ao veículo: um uso urbano, viagens familiares, viagens de aventura, só para trabalhar.

Também é importante saber quantas pessoas irão viajar no carro normalmente para definir o tamanho que deve ter.

Decidindo isso tudo, será mais fácil procurar em uma agencia aquele carro que combina com as suas necessidades e, a partir daí olhar, analisar, fazer o test drive.

E sempre que possível, fazer isso levando um mecânico da sua confiança, para que ele verifique que esteja tudo realmente bem, porque só ele poderá descobrir algum vício oculto, algum detalhe que denuncia algum problema com o carro.

Comentários estão fechados.