Ozonioterapia é uma grande aliada no tratamento contra queimaduras. Saiba mais sobre o uso do ozônio medicinal nestes casos!

Segundo a Organização Mundial da Saúde, estima-se que por ano, mais de 1 milhão de pessoas sofram acidentes com queimaduras no país. Diversos pacientes com diferentes níveis de queimaduras são atendidos todos os dias nos hospitais. 

As queimaduras são lesões na superfície ou em tecidos mais profundos da pele. Podem ser causadas por líquidos quentes, fogo, produtos químicos, sol ou eletricidade. Independentemente da causa, o fato é que podem ser condições graves.

Ainda de acordo com a OMS, as queimaduras são uma das principais causas de morte no mundo. No Brasil, cerca de 2.500 pacientes nessas condições vêm a óbito por ano anualmente.

A gravidade da queimadura se baseia na profundidade do dano. As causadas por situações elétricas são mais difíceis de serem diagnosticadas, dado que são traumas internos e muitas vezes não apresentam machucados na pele. 

Felizmente, na grande maioria dos casos, é possível tratar as queimaduras e reabilitar os pacientes em 100%. São diversos tratamentos disponíveis para essas condições, mas um se destaca: a ozonioterapia. 

Essa terapia é um dos principais meios de tratamento em queimaduras, já que oferece diversos benefícios ao organismo. É um método natural, sem efeitos colaterais ou contra indicações, pouco invasivo e tem eficácia comprovada no tratamento de feridas. 

Por ser uma terapia relativamente nova, muitas pessoas ainda não a conhecem. Mas, a ozonioterapia é grande aliada de pacientes com queimaduras – independentemente do grau. 

Entenda mais sobre esse método e como o ozônio age na recuperação desses pacientes. 

O que é ozonioterapia

A ozonioterapia utiliza o gás ozônio no tratamento de diversas patologias. Esse componente tem uma série de propriedades benéficas para o corpo, como antioxidante, anti inflamatória,  anti-sépticas, tem poder germicida e de cicatrização. 

O ozônio melhora a oxigenação dos tecidos, fortalece o sistema imune, melhora a circulação sanguínea, entre tantos outros benefícios. A ozonioterapia pode ser usada no tratamento de doenças infecciosas, vasculares, em feridas crônicas e infectadas, pé diabético, úlceras varicosas.

Também em tratamentos de hérnias discais, dores crônicas, acidentes vasculares, hepatites crônicas, herpes, diarreias infecciosas, doenças inflamatórias no intestino e reumáticas, dentre outras patologias.

O ozônio é um componente formado pela união de 3 moléculas de oxigênio puro. Essa mistura é feita a partir de um gerador de ozônio medicinal de forma rápida e fácil, sem adição de nenhum outro componente. 

Por isso, é um método conhecido por ser completamente natural. O ozônio pode ser aplicado de diferentes maneiras, como pela auto hemoterapia, intramuscular, intradiscal, intravaginal, intrauretral, dentre outras. 

Sua eficácia é comprovada no tratamento de feridas, por exemplo, e é uma terapia reconhecida e regulamentada por diversos Conselhos Federais, como o de enfermagem, farmácia e odontologia. 

Como a ozonioterapia age no tratamento de queimaduras 

No tratamento de queimaduras, o ozônio é um grande aliado. Os benefícios que esse componente oferece ao corpo nessas condições são diversos. 

A ozonioterapia consegue controlar a inflação, eliminar possíveis infecções, acelerar o processo de cicatrização com a rápida regeneração dos tecidos, reativa a homeostase do oxigênio, aumenta a atividade antioxidante do sangue e tem efeitos de desintoxicação. 

Além dos outros já citados ao longo do conteúdo, a ozonioterapia  auxilia na  redução da epitelização e na retenção do enxerto. 

A ozonioterapia não exclui outros tratamentos e medicamentos nesses casos. É uma terapia auxiliar no tratamento de pacientes com queimaduras – seja qual for o nível de danos. 

Nesses casos, essa terapia com ozônio pode ser feita por injeção intravenosa com velocidade de aspersão controlada, aplicação de óleos ozonizados, auto-hemoterapia, insuflação retal do gás ozônio.

Tratamento com ozônio deve ser feito com auxílio de profissionais

A quantidade de ozônio no tratamento, tipo de aplicação e a quantidade de sessões necessárias impactam diretamente na recuperação do paciente. Desta forma, as pessoas que estejam em tratamento de queimaduras devem seguir as orientações médicas para o uso do ozônio. 

Especialmente em casos mais severos de queimadura, de segundo a terceiro grau de gravidade. A ozonioterapia atua como um tratamento personalizado, cada paciente tem as quantidades e vias de aplicações mais recomendadas. 

Nos casos mais leves, os óleos ozonizados são grandes aliados. Podendo ser aplicado, com recomendação de profissionais, na região afetada para melhorar a cicatrização e reduzir inflamações. 

Além de que os profissionais podem dosar as aplicações e também saber de que ponto está partindo no equilíbrio fisiológico daquele paciente, proporcionando um resultado preciso e mais eficiente de acordo com suas necessidades no momento. 

Comentários estão fechados.