Genérico e similar: quais as principais diferenças?

Genérico e similar: quais as principais diferenças?

O uso de medicamentos é bastante comum na população de todo o mundo, inclusive aqui no Brasil, sejam remédios mais simples, sejam remédios controlados, o fato é que praticamente toda a população utiliza vários tipos de medicamentos no decorrer da vida. 

Por conta disso, o número de farmácias vem aumentando em uma grande escala, bem como o número e tipos de medicamentos para os mais variados tipos de doenças e enfermidades que possam vir a afligir a população. 

E, ao ir até a farmácia para adquirir um medicamento, o farmacêutico sempre pergunta se você deseja um medicamento de referência, genérico ou similar. Mas você sabe qual é a diferença entre esses três? E qual a diferença entre genéricos e similares?

Se não sabe, a Drogaria Ponto Certo está aqui para acabar com qualquer dúvida que você possa ter a esse respeito, e para facilitar a ida a farmácia ou quando for pedir para que seja entregue algum medicamento em sua casa, pois você saberá exatamente qual tipo de medicamento você deseja. 

O que são medicamentos de referência?

Mas antes de explicarmos quais são as diferenças entre os medicamentos genéricos e os similares, você precisa entender o que é um medicamento de referência, pois é a partir dele que os outros dois são feitos. 

Os medicamentos de referência, também conhecidos como medicamentos originais, são os inovadores, ou seja, os primeiros a serem criados, os que demandam mais recursos e pesquisas até que se tenha a certeza de que é um medicamento eficaz e que haja a comprovação de sua qualidade estabelecida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Após a verificação sobre a eficácia do medicamento de referência ser comprovada pela Anvisa, o medicamento pode então circular no mercado, contudo possui preços mais elevados.

E por conta desses preços mais elevados, nem sempre os medicamentos de referência são acessíveis para todas as pessoas do Brasil que precisam utilizar algum medicamento específico, por isso os similares e os genéricos são uma excelente opção.

As diferenças entre os medicamentos similares e os medicamentos genéricos

Agora que você já entendeu o que é um medicamento de referência, vamos a explicação das diferenças entre os medicamentos genéricos e os medicamentos similares, afinal, ambos são feitos a partir do medicamento de referência, porém, possuem algumas diferenças entre si.

Medicamentos Similares

Os medicamentos similares devem manter a mesma fórmula farmacêutica, mesmos princípios ativos e mesma dosagem dos medicamentos de referência e dos medicamentos genéricos, contudo possuem em suas embalagens um nome e marca diferentes dos medicamentos originais e medicamentos genéricos. 

Porém, apesar de apresentarem essas diferenças em relação aos remédios genéricos e aos remédios originais, os remédios similares devem ser testados e aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) antes de entrarem em circulação no mercado. 

Além disso, os medicamentos similares se mostram e são tão eficazes quanto os medicamentos de referência e os medicamentos genéricos, então é totalmente confiável adquirir e usar os medicamentos similares, até mesmo porque, se não fosse, a Anvisa não permitiria a comercialização destes remédios. 

Medicamentos Genéricos

Os medicamentos genéricos são os preferidos por todas as pessoas, independente da condição financeira de cada um pois, é comprovado que todos os medicamentos genéricos são, pelo menos, 35% mais baratos que os medicamentos de referência. 

Além disso, diferente dos medicamentos similares, os medicamentos genéricos possuem em seu rótulo apenas o nome do principal princípio ativo utilizado na fabricação do remédio, ou seja, não possui nome nem marca. 

Contudo, assim como os medicamentos similares, os medicamentos genéricos possuem todos os mesmos princípios ativos do medicamento de referência, bem como a mesma fórmula e a mesma dosagem. 

O fato dos medicamentos genéricos serem bem mais baratos, bem mais acessíveis e bem mais fáceis de encontrar do que os medicamentos de referência, se dá porque esses medicamentos não precisam de tantas pesquisas e tantos recursos antes de ficarem prontos, pois seguem os mesmos princípios dos medicamentos de referência. 

Por esse motivo, se tornam bem mais acessíveis a toda população e são facilmente encontrados em farmácias de todo o Brasil, principalmente em cidades pequenas, onde a maioria das pessoas utilizam apenas medicamentos similares e medicamentos genéricos. 

Medicamentos genéricos e medicamentos similares são os mais consumidos no Brasil

Podemos concluir que só há apenas uma grande diferença entre os medicamentos genéricos e os medicamentos similares, que é o nome que cada um leva no rótulo contudo, a grande semelhança entre os dois, é a grande facilidade que a população tem de encontrá-los em farmácias e de comprá-los. 

Pois são bem mais baratos do que os medicamentos de referência e bem mais acessíveis a toda a população, contendo a mesma qualidade e a mesma eficácia dos medicamentos de referência, além de serem os mais encontrados nos serviços de saúde pública do Brasil.

Comentários estão fechados.